top of page
  • Adriana Facury

O Filho e Censor Palavras de Vida Eterna - Chico Xavier por Emanuel

Atualizado: 18 de dez. de 2022


“Mas, respondendo ele, disse ao pai: “eis que te sirvo, há tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com meus amigos…” — JESUS (Lc 15:29)



"Na parábola do filho pródigo, não encontramos somente o irmão que volta experiente e arrependido ao convívio do lar.


Nela, surge também o irmão correto, mas egoísta, remoendo censura e reclamação.


Ele observa a alegria paternal, abraçando o irmão recuperado; entretanto, reprova e confronta. Procede como quem lastima o dever cumprido, age à feição de um homem que desestima a própria nobreza.


É fiel aos serviços do pai; contudo, critica-lhe os gestos. Trabalha com ele; no entanto, anseia escravizá-lo aos próprios caprichos.


Atende-lhe aos interesses, vigiando-lhe o pão e a prata.


Guarda lealdade, mergulhando-se na ideia de evidência e de herança.


Se o coração paterno demonstra grandeza de sentimento, explode em ciúme e queixa.


Se perdoa e auxilia, interpõe o merecimento de que se julga detentor, tentando limitar-lhe a bondade.


Perde-se num misto de crueldade e carinho, sombra e luz.


É justo e injusto, terno e agressivo, companheiro e censor.


Deseja o pai somente para si, a fazenda e o direito, o equilíbrio e a tranquilidade somente para si.


No caminho da fé, analisa igualmente a tua atitude.


Se te sentes ligado à Esfera Superior por teus atos e diretrizes, palavras e pensamentos, não te encarceres na vaidade de ser bom. Não te esqueças, em circunstância alguma, de que Deus é Pai de todos, e, se te ajudou para estares com ele, é para que estejas com ele, ajudando aos outros."

O que aprendemos com essa lição? Eu só pensava no filho pródigo, o que foi e voltou... Nunca pensava no filho que ficou... Merece a reflexão...

Chega a dar nó nos neurônios...nunca havia pensado no filho que ficou... Para entender essa lição, precisamos nos colocar no lugar de cada um deles e ter compaixão por todos...o filho que foi, naquele momento, não se importou com os que ficavam... Só pensou em si mesmo, mas, graças a Deus, caiu em si...o pai, mesmo tendo ficado triste com a partida do filho, perdoou-o ao voltar, porque tem um coração amoroso de pai...e sabemos que esse filho só voltou, porque não tinha o que comer... não voltou por amor...mas voltou e foi perdoado...para o filho que ficou, não sabemos se por amor ou por medo de não enfrentar a vida, precisamos ter um olhar amoroso também... Um dia, a misericórdia o fará cair em si também e entender que o que temos de mais lindo são os seres que Deus colocou no mundo para compartilharmos nossa vida! Só vamos evoluir, nos relacionando com as diferenças... então, tenhamos um coração generoso para avaliarmos cada um nessa passagem!


"Em todos os momentos da vida, há oportunidades de fazer algo para sermos os bem-aventurados: ser desapegados, pacificadores, mansos, misericordiosos, justos, saber perdoar, amar a todos e sermos puros de coração. E, agindo assim, com certeza, seremos libertos!"

Trecho extraído do livro Sonhos de Liberdade, de Jussara

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page